Comprinhas

terça-feira, 20 de março de 2012

come with me...

Sabe aquele dia que você acorda com uma enorme vontade de continuar dormindo, mas não porque você está com sono, mas porque não quer acordar para o mundo real!? É esse foi um dia desses. Vontade de levantar e viver a vida é zero.Não gosto de como as coisas estão agora, e pior que isso é saber que vai continuar assim.

Cansei de brincar de gente grande, de brincar de trabalhar, de pagar contas, de sofre por amor. Cansei de sentir saudades, de sentir dor, de sentir angustia. Cansei de brigar, cansei fazer as pazes, cansei de não falar nada. Cansei desse ritmo. Quero voltar no tempo onde nada importava, não preocupação, não havia todos esses sentimentos dentro de mim.

Quero continuar dormindo, embarcar em meus loucos sonhos sem é nem cabeça, mas que fazem total sentido em quando os sonho. Não fazem sentido para um simples mortal com vida sem graça. Vida chata, complexa, igual a minha. Prefiro os sonhos.
Vou fechar a janela e apagar a luz. Ajeito o travesseiro. Puxo o lençol. E me afogo em meus sonhos eternos. Não quero voltar a acordar... sinto minha vida mais leve.

E quando estou nesse momento, uma coisa reconfortante além de me afogar no sonhos, é mergulhar de cabeça em um dorama bem dramático e livro triste. O drama escolhido foi o I’m sorry i Love you, fala sobre amores trocados, sofridos, perdas, mortes... sobre como amor pode mudar as pessoas. Sofro com cada episódio, sofro junto com eles e sinceramente isso me deixa bem.  E quanto ao livro escolhido – Tem alguém ai? (Mirian Keyes), achei que fosse mais uma das comédias românticas que sempre leio, mais ao passar das páginas percebi que também é triste, também fala da morte, da perda do grande amor... e veio em boa hora esse livro. Assim consigo manter o sofrimento perto de mim.
As pessoas devem achar que isso é loucura, é tortura. Como alguém consegue se sentir bem com tanto sofrimento em sua volta. Mas eu não ligo. O que importa é o que eu sinto.

Relembrando de um dos livros mais triste e mais lindo que já resolvi postar um trecho:

A menina que roubava livro – Markus Suzak

EIS UM PEQUENO FATO
Você vai morrer.
Com absoluta sinceridade, tento ser otimista a respeito de todo esse assunto, embora a maioria das pessoas sinta-se impedida de acreditar em mim, sejam quais forem meus protestos. Por favor, confie em mim. Decididamente, eu sei ser animada, sei ser amável. Agradável. Afável. E esses são apenas os As. Só não me peça para ser simpática. Simpatia não tem nada a ver comigo.

reação ao fato supracitado
Isso preocupa você?
Insisto — não tenha medo.
Sou tudo, menos injusta.





















2 comentários:

Lalys disse...

Rafa, esses estão nacas da Aninha (minha atual casa) os que já li ficam guardados dentro de uma mala, e os que ainda não li dentro do guarda roupa!!! Mas ainda tenho muito mais na casa da minha avó.. XD

Rafael Takamoto disse...

s/ contar q esqueci de comentar... gostei dessa sessão de fotos... ficou... hã... mro bom, sabe... rs
(viu, s/ exageros.. hahahahahahahaha)

Postar um comentário